fbpx

Descubra as novidades sobre agulha para materiais de Preenchimento Facial

Nesta publicação farei um comparativo entre o uso da microcânula e o uso de agulha nos procedimentos de Preenchimento Facial.

Falarei também sobre os modelos de ambos os instrumentos e ao final, para complementar o conteúdo, disponibilizarei um vídeo.

Microcânula x Agulha

Para o profissional de Preenchimento Facial, dispor de um instrumental mais confortável e aprimorado é essencial.

Além disso é uma questão que acrescenta em termos de segurança e confiança, na hora de aplicar os procedimentos.

As microcânulas estão aí para responder muito bem a essa questão, por permitir injeção segura e agilidade na recuperação do paciente.

Elas são responsáveis por minimizar a dor, oferecer maior satisfação ao paciente e maior tranquilidade ao profissional.

Em resumo, o instrumento facilita o procedimento e excluiu ou encurta o período de trauma (hematomas) no local.

Por que microcânulas têm melhor aceitação frente as agulhas?

Neste caso vamos estabelecer um comparativo em relação as agulhas curtas.

Em primeiro lugar, o uso da microcânula gera menor receio em relação à dor durante o procedimento.

E além disso minimiza marcas decorrentes da infiltração de sangue na malha tecidual que podem aparecer após o preenchimento.

O uso de Microcânulas representa uma alternativa de tratamento inovadora e dinâmica.

Elas permitem o alcance de grandes áreas de forma minimamente invasiva, portanto evitam a lesão de estruturas nobres.

A diferença em relação às agulhas é que as cânulas têm pontas rombas, são extremamente flexíveis e bem mais longas.

A abertura por onde o produto é liberado fica logo acima do seu final e não permite que ela “rasgue” os tecidos, nem rompa os vasos, sendo, portanto, atraumática.

Sem o risco de lesões, a microcânula libera o produto no caminho de volta do seu percurso, de modo que ao ser removida, a região tratada seja devidamente preenchida.

Além disso, a aplicação com uso de agulha atrapalha a abordagem dos preenchimentos em regiões profundas, enquanto microcânulas oferecem a vantagem de gerar preenchimento uniforme e melhores resultados.

Modelos de Agulhas

Os Kits de Ácido Hialurônico já acompanham a agulha 27 G, que tem baixo custo e o mesmo calibre da usada em anestesias por dentistas.

Ela é muito interessante por ser fina, mas com diâmetro ideal para uso em tecidos de maior espessura e que necessitam de mais passagem de produto.

Podemos citar como exemplo o filtro nasolabial ou preenchimento do bigode chinês.

Para casos mais delicados, de delineamento, um rosto menor, ou por se tratar de contornos, os benefícios serão obtidos com menor volume de material.

Então é recomendada a agulha 30G, pois ela atinge menor profundidade no tecido e necessita de maior pressão no êmbolo da seringa.

É geralmente indicada para região de olheiras ou arqueamento de sobrancelhas, por exemplo, que pedem superficialidade.

As agulhas tradicionais possuem a desvantagem de romperem as barreiras e gerarem lesão de tecidos e vasos sanguíneos para chegar ao seu determinado objetivo.

Às vezes esse procedimento pode ser mais invasivo e causar maior edema, equimose no pós-operatório.

Então, quando trabalhamos com maior volume de material, a solução é usar a agulha para a perfuração inicial e logo após optar pela microcânula.

Modelos de Microcânulas

Veremos a seguir sobre três modelos de microcânulas, de calibres diferentes, para as várias alternativas de uso.

Microcânula com espessura de 22 G e quase 6 cm de comprimento:

Acompanha a agulha 21 G para fazer a perfuração.

É muito eficiente para sulcos maiores e profundos, porque aumenta a rentabilidade de aplicação do produto na área.

A introdução pela cânula vai permitir que o material saia como se fosse um tubo, portanto, isento de cortes.

Em resumo, permite trabalhar uma região inteira de uma só vez, como o sulco labial inteiro, por exemplo.

Microcânula com espessura 25G e 5 cm de comprimento:

Esta é intermediária, tem um calibre menor e é indicada para maiores extensões de tecido, mas que necessitam de menor depósito de material.

Ideal para o acesso em tecidos mais sensível e de forma muito suave por ser mais fina.

Vem com a agulha 25 G, proporcional para fazer a punção. Usada para um contorno de mandíbula, por exemplo.

Microcânula Finíssima com espessura 30G:

Esta microcânula finíssima de calibre altamente reduzido é indicada para preenchimento de dermes superficiais.

Ela permite a aplicação do produto direto na camada ideal para ser reticulado.

Ideal para preenchimento da região de olheiras que pede sutileza e superficialidade na aplicação.

Vimos o comparativo de uso da microcânula e o uso de agulha nos procedimentos de Preenchimento Facial.

Entendemos que as microcânulas tem calibres variados e atendem a tipos diferentes de necessidade de aplicação.

Para saber mais sobre quando e como fazer a indicação de uso de agulha ou microcânula no tratamento de Preenchimento Facial, assista ao vídeo.

Deixe seu comentário

Cadastre e junte-se aos mais 14,076 Profissionais da Saúde que estão melhorando seus Resultados Clínicos!