fbpx

Seu paciente já te ligou dizendo que a Toxina Botulínica deu Alergia?

Se a sua resposta à pergunta do título é sim, esta publicação foi feita para você.

E se ainda não aconteceu contigo, caro colega de profissão, em breve pode ser que aconteça.

Então, vamos entender em que caso a alergia, ou irritação da pele após a harmonização facial, acontece por culpa da toxina botulínica.

Toxina Botulínica causa alergia?

Este é um questionamento comum, que já respondi diversas vezes, tanto para pacientes quanto profissionais iniciantes.

É fato que a toxina botulínica causa alergia em indivíduos sensíveis a algum dos componentes presentes na sua formulação.

Pois cada fórmula muda de acordo com o tipo de cultura (cultivo da bactéria Clostridium botulinum ) escolhida pelo fabricante.

E também pela concentração de agentes como a Albumina, Lactose e Gelatina Bovina, por exemplo.

Então, assim como a lactose causa reação adversa no organismo de indivíduos intolerantes, com a toxina também pode acontecer.

Leia mais a respeito disso na publicação a respeito da Toxina botulínica para alérgicos à Albumina.

O que pode ter acontecido?

Após um belo dia de trabalho, repleto de atendimentos e procedimentos de Harmonização Facial bem sucedidos, você recebe a ligação de um paciente.

O motivo do contato (um dia após as aplicações de toxina botulínica) é para dizer que “algo errado não está certo”.

O paciente relata que a pele do rosto está avermelhada, com aspecto irritado e apresenta pontos inflamados como se fossem espinhas.

E além disso, diz que a culpa é sua, que você errou em algum momento do tratamento.

E agora José, quem poderá te defender?

Parece uma situação chata, que a cara do seu paciente vai cair e ele nunca mais vai querer saber dos seus serviços, mas calma.

Em casos, onde o paciente não apresenta alergia a nenhum dos componentes da Toxina Botulínica, o problema pode ser outro.

O uso de cosméticos como maquiagens, cremes, protetor solar com base, BB cream, loções entre outros.

Como entendemos que o ser humano está sujeito ao erro, das duas uma:

1 – O paciente ignorou a sua recomendação de suspensão do uso de produtos tópicos.

2 – Você simplesmente passou batido, esqueceu ou não sabia que era preciso orientá-lo.

Então, não significa que o tratamento deu errado e sim que, cuidados básicos para evitar complicações, foram ignorados.

Os produtos de maquiagem, por exemplo, em grande maioria possuem chumbo na formulação.

Cremes, Loções e Filtro Solar com Base, também podem apresentar substância que irão reagir de forma negativa em contato com a pele.

A punção da agulha para aplicação de toxina botulínica, deixa portas de entrada na pele, causa perda de continuidade da derme.

Portanto é preciso tomar cuidado com o que o paciente passa no rosto após o tratamento.

Substâncias como o chumbo, não devem acessar a derme, o subcutâneo, pois causa reação alérgica não relacionada à Toxina Botulínica.

A solução do problema

Diogo, diante de tudo isso que você falou, significa que o paciente não pode usar nem filtro solar?

Pode, só que sem cor. Produtos de proteção solar que proporcionam cobertura como uma base, devem ser descontinuados.

Porém a suspensão deve ser seguida por pouco tempo, até que a abertura das punções cicatrizem.

Depois de 1 ou 2 dias de pele livre, o paciente pode voltar à rotina normal de cuidados com a pele.

Para resolver a reação na pele do paciente, basta indicar o uso de pomadas anti-inflamatórias como a Novacort, por exemplo.

Fármacos a base de agentes antibacterianos e antimicóticos são ideais para tratar a inflamação da pele.

E dentro de 2 a 3 dias ela irá se recompor e a situação será normalizada.

Como escolher a melhor marca de Toxina Botulínica?

Primeiramente, é importante saber quais são as marcas autorizadas pela ANVISA no mercado nacional:

Botox (a mais famosa) Botulift, Botulin, Xeomin, Prosigne, e o Dysport.

Segundo e não menos importante, é preciso conhecer quais são as características individuais de cada uma delas.

Há medicamentos mais potentes, menos potentes, com concentrações diferentes e substâncias que podem causar alergia, como já citado.

Então, cabe ao profissional estudar e buscar as informações necessárias sobre Toxina Botulínica, independente da marca.

E o mais importante certamente é:

Prezar pela saúde do paciente de forma prudente e ética.

Quer aprender muito mais sobre Toxina Botulínica?

Acesse o link: Curso/Livro Digital da Toxina Botulínica

Assista ao vídeo que está no meu Canal no Youtube clicando AQUI.

E aproveite a animação para ver o que está aqui embaixo também.

Até a próxima,
Dr Diogo Melo.

Deixe seu comentário

Cadastre e junte-se aos mais 14,076 Profissionais da Saúde que estão melhorando seus Resultados Clínicos!